Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (27) 9 9869-1031

Encontre o que deseja

NO AR

Domingaço

    Brasil

Homem invade casa e mata jovem a tiros em Brejetuba

Publicada em 29/11/19 as 09:17h por Texto: Kennedy Lenk - 137 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Fotos: Divulgação e Kennedy Lenk)

Um homem foi baleado e morreu na madrugada desta quinta-feira (28), dentro da casa de parentes em Brejetuba, região serrana do Estado. Mãe e vizinhos desesperados pediram socorro à polícia e SAMU, mas o jovem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Segundo informações, os atiradores chegaram ao local de motocicleta, arrombaram a porta da residência e efetuaram dos disparos.  A vítima tinha passagem pela polícia acusado de tráfico de entorpecentes no município de Afonso Cláudio.

Frankllis Honório Gomes de Moraes, 25 anos, foi atingido com vários disparos e caiu já sem vida. A Polícia Militar contatou a Perícia da Polícia Civil de Venda Nova do imigrante que já trasladou o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) de Cachoeiro de Itapemirim. A Polícia vai investigar se o crime está relacionado com o tráfico de entorpecentes por conta do histórico da vítima, em Afonso Cláudio, onde mora.


ANTERIORMENTE

No dia 24 de setembro de 2012, Frankllis e mais dois amigos foram vítimas de uma bomba caseira que eles mesmos confeccionavam. Frankllis teve o braço amputado e perfurações no rosto e abdômen. Os dois comparsas também tiveram ferimentos graves que quase os levaram a óbito. Com a explosão a casa ficou parcialmente destruída causando espanto na região do Bairro São Vicente onde o incidente aconteceu.

Frankllis e seus amigos utilizaram pólvora, fita isolante, porcas, parafusos e pregos, que destruíram a cozinha, corredor e a varanda da casa. Outras residências vizinhas também tiveram marcas da explosão. Em meio aos destroços, a polícia Militar localizou outros explosivos ainda em fabricação.

Após deixar o Hospital, todos foram presos. Antes do ocorrido, a Polícia havia encontrado sete explosivos por caminhos que o tráfico seguia. Um dos artefatos precisou ser desarmado pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE). Na época, a Polícia acreditava que os explosivos seriam utilizados na disputa por pontos de tráfico.







ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (27) 9 9869-1031

Visitas: 29957 |  Usuários Online: 6

Todos os direitos reservados